“Tentar fazer a diferença e ser sempre muito feliz no caminho!”

U



m dos rostos mais conhecidos de Portugal, Ana Rita Clara esbanja beleza, estilo e simpatia entre mais de 150 mil seguidores que a acompanham em sua conta no Instagram, levando o troféu de “Influencer do Ano” no celebrado Prêmio E! Red Carpet 2020. No auge de seus 40 anos, a verdade, porém, é que o título de influenciadora não se baseia apenas em sua aparência e estilo de vida, contando também com uma bagagem profissional igualmente de tirar o fôlego, a musa tem formação em Sociologia, Jornalismo e Comunicação, desempenhando os mais diferentes papéis ao longo de sua carreira e sempre desenvolvendo um trabalho focado no empoderamento feminino e em causas socioambientais.

Apresentadora, atriz, cronista, ativista social, empresária e digital influencer, a musa é capa da primeira edição da Revista Nossa Cidade Lisboa em 2020, compartilhando um pouco mais de seus projetos em uma entrevista exclusiva para entrarmos nessa nova década com uma grande dose de inspiração e motivação.

Revista Nossa Cidade - Exercendo diversos papéis ao longo de sua vida pessoal e profissional, é seguro dizer que determinação, curiosidade e versatilidade são traços fortes da sua personalidade. Existe algum sonho ou desejo, porém, que você ainda não tenha realizado?

Ana Rita Clara - Existem sempre objectivos e sonhos a serem alcançados. Até porque sou muito criativa por natureza e movida pelo trabalho em vários sectores. Para mim, é fundamental ter sempre novas metas a cumprir, são estes motores interiores, de concretização e de vida que me empurram sempre para a frente. Desejo manter sempre essa boa energia e foco, chegar ainda a mais pessoas e criar impacto, seja em televisão ou noutras áreas em que trabalho. Ir mais além e solidificar ainda mais todo o meu projecto e marca ARC em TV, no digital, no acting, com o meu projecto “Change It” e na sustentabilidade.

RNC - Com mais de 16 anos de TV, em 2011 você passou a ser o rosto da SIC Mulher. Como é criar conteúdo exclusivamente para o público feminino e quais os seus principais objetivos nesse sentido?

Ana Rita - Tem sido um percurso muito gratificante, sólido, com muito trabalho e dedicação. Desde que assumi, há nove anos, o meu programa diário na SIC Mulher, consegui revelar-me como apresentadora e crescer aos olhos do público e das direcções do canal. Uma experiência única, de ver e ajudar a fazer crescer um canal com mais de 15 anos, que se iniciou focado no público feminino, mas que já há algum tempo se tornou num dos mais eficazes canais temáticos para todos, dos oito aos 80. E é muito bom saber que o meu trabalho ajudou nesse sentido.

RNC - Conquistando bastante sucesso em todas as suas frentes de atuação, além da trajetória profissional, sua vida pessoal também sempre esteve bastante em evidência. Mãe do pequeno Caetano, como você tem usado as suas experiências para levar mensagens e informação sobre maternidade ao seu público?

Ana Rita - Ser mãe é a prioridade da minha vida. E caminha juntamente com a minha realização como mulher e profissional. Desde que fiquei grávida do Caetano, que tenho passado sempre uma imagem o mais natural possível, de todas as fases, seja das ansiedades ou receios, seja das alegrias ou das lindas conquistas diárias. Ser mãe é a minha maior viagem de vida e é também pelo meu filho que ainda me sinto mais forte, mais segura e com mais vontade de vencer. Recebo muitas mensagens de mulheres que me seguem e acompanham e que se vêem nessa força e eu fico mesmo muito feliz com isso. Acho que as mulheres precisam desses exemplos de empoderamento. Desde a gravidez, o parto natural, os primeiros dias, a amamentação, o não dormirmos, essa ligação sem igual com o nosso filho, ou o regresso ao trabalho, sempre partilhei todos os momentos e gosto muito dessa proximidade com o público que me acompanha há tantos anos. Acredito na boa influência, aquela que é humana, real, com direito à privacidade, mas igualmente próxima.

RNC - Atuando em veículos de comunicação offline, como TV e jornal impresso, por muitos anos, como se deu sua migração para o universo online e o que mais mudou desde então? Aliás, como é lidar com a autoimagem nas redes?

Ana Rita - Sempre gostei da área digital e sempre fui muito activa nesse sentido. Em 2014 lancei o meu blog, o ANA272, em Miami, e a partir daí fui crescendo nas redes digitais e na área. Em 2019, com o crescimento no digital, realizei um reposicionamento, criando a marca ARC e uma nova plataforma digital, a www.anaritaclara.pt, com cronistas especializados, canal de TV e loja onlines, que tem sido um sucesso e está a crescer muito. O futuro será também pelo digital e gosto de acompanhar essa evolução e essa tendência natural na comunicação. Para mim, também é muito importante, porque me permite chegar a outros públicos, realizar outros projectos e mostrar outros registos.

RNC - Com mais de 150 mil seguidores em sua conta no Instagram - um público composto por pessoas de diferentes origens e perfis -, seu nome se tornou, literalmente, uma marca. Fale-nos um pouco mais sobre esse seu lado empreendedor.

Ana Rita - Sempre tive esse lado, talvez por ser filha de empresários, pela vida que os via a terem e, sobretudo, de pais que me educaram com valores de honra, independência e de criar valor. Por isso, desde 2007 tenho a minha própria empresa e realizo projectos em simultâneo. É uma forma de ser, de estar e que nem sei ser de outra forma. Gosto de criar, inovar e de abraçar novas correntes e tendências. Também por isso fundei em 2014, o meu projecto de impacto social, o www.changeit.world, que revela o meu lado mais activista, que procura mudar mentalidades e que deseja que as comunidades estejam mais alertas naquilo que podem e devem fazer para termos um mundo melhor. Acredito que todos temos um papel nesta vida e o meu passa por comunicar das mais diversas formas, tentar fazer a diferença e ser sempre muito feliz no caminho.

RNC - E o que podemos esperar de novidade para esse novo ano que se inicia?

Ana Rita - Já tenho muitos projectos em mãos! Vai ser de novo um ano muito activo, de crescimento, solidificação e cheio de novidades! E irei partilhar tudo a seu tempo.

RNC - Aproveitando a oportunidade, a comunidade brasileira vem crescendo muito em Portugal nos últimos anos. Como é o seu contato com esse público?

Ana Rita - Adoro o Brasil e os brasileiros! São maravilhosos e nos inspiram imenso. Sou sempre muito bem recebida no Brasil, conheço e tenho muitos amigos brasileiros e sempre fui recebendo muitos convidados brasileiros no meu programa. Esta “descoberta” de Portugal pelos brasileiros é muito curiosa. Trata-se de uma movimentação natural e eu acredito que Portugal só tem a ganhar com isso.

RNC - Por fim, uma mensagem às nossas leitoras?

Ana Rita - Desejo-vos uma feliz nova década, cheio de luz, brilho, saúde e prosperidade! E que nunca se esqueçam de vocês mesmas, naquilo em que acreditam e naquilo que desejam alcançar para serem realmente felizes! E vivam sempre rodeadas de paz e muito Amor! E continuem a acompanhar-me, sim?!

6 visualizações

© 2017 REVISTA NOSSA CIDADE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Alameda Roentgen 7D - 1ª andar, Escritório 7 - Telheiras, Lisboa, Portugal

lisboa@revistanossacidade.pt / rnc.lisboa@gmail.com

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Preto Ícone YouTube