READEQUAÇÃO DE METAS E OBJETIVOS DA EMPRESA NO EXTERIOR

Quando se vai empreender em outro país ocorre uma dupla mudança, isto é, não apenas a vida pessoal do empreendedor muda, como também a forma como seu negócio funciona. Desta maneira, mudam-se também as metas e os objetivos, que precisam ser readequados à nova realidade. O problema se dá, porém, quando essas expectativas parecem se tornar inalcançáveis. É natural que a frustração e a sensação de “não valeu à pena” ou “é melhor voltar para ‘casa’” tomem conta. Mas será que a escolha do lugar foi errada ou suas metas e objetivos não estavam em sintonia com o novo mercado? Quem nos ajuda a entender sobre esse processo de readaptação, dando dicas de como lidar melhor com a imigração e consolidar os seus negócios em terras estrangeiras é o consultor André Almeida, da Business Portugal - assessoria em tecnologia, consultoria e gestão de negócios, com foco, inclusive, em empresas de matriz brasileira. Para começar, Almeida explica que é a partir das definições da missão, visão e valores do negócio (que são, sim, tópicos muito importantes) que os objetivos devem ser delineados. “Um objetivo é o alvo geral, os grandes anseios que sua empresa deseja atingir, como aumentar as vendas, expandir os negócios, diminuir os custos, aumentar a eficiência.” Uma vez que você já sabe o que quer, portanto, é hora de definir suas metas. Mas qual a diferença entre objetivo e meta? Enquanto o primeiro se trata de uma expectativa geral para o negócio, as metas são propósitos específicos. Se o seu objetivo, por exemplo, é aumentar as vendas, uma de suas metas poderá ser aumentar as vendas em 5% no próximo ano. Delineando a construção do plano de ação, com definições claras e prazos estimados. “É só a partir de uma meta bem definida que seu negócio terá direcionamento para crescer”, é enfático Almeida. O plano de ação, por sua vez, deve conter uma descrição do passo a passo de como as metas poderão ser atingidas. O importante não é seguir o papel à risca, mas ter o conhecimento do que se precisa fazer para atingir os objetivos e quais os riscos e influências que podem interferir na execução dos trabalhos. “Para evitar desilusões e conseguir atingir esses objetivos, você precisa definir metas que sejam realistas e adequadas ao seu novo país. Quando você não tem conhecimentos suficientes deste novo contexto, meu conselho é que você viaje com antecedência para conhecer melhor o país ou que conte com a ajuda de uma consultoria de negócios especializada”, fala o consultor da Business Portugal. Por fim, planejar com antecedência é sempre a melhor maneira de evitar prejuízos e ter maiores chances de sucesso nos negócios.


0 visualização

© 2017 REVISTA NOSSA CIDADE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Alameda Roentgen 7D - 1ª andar, Escritório 7 - Telheiras, Lisboa, Portugal

lisboa@revistanossacidade.pt / rnc.lisboa@gmail.com

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Preto Ícone YouTube