PONTES PARA A FELICIDADE

Atualizado: 23 de Ago de 2019


A vida é um constante processo de construção. Todos os dias se tem a oportunidade de buscar a própria essência. Mas, para tanto, necessitamos nos permitir conhecer novos caminhos, vivendo como se construíssemos pontes dentro da própria alma para que, assim, alcancemos a felicidade. Por meio de uma metáfora muito bem fundamentada na sua história de vida, a coach, Alexandra Lemos, conta o quanto é essencial compreender o processo de construção das relações humanas. “Diariamente fazemos, primeiro, pontes para nós mesmos, depois fazemos pontes para os outros. Essas etapas significam que existe um fluxo de comunicação.


Pessoas se comunicam, consequentemente, constroem relações sinérgicas, desenvolvendo juntos todo o seu potencial e talento”, argumenta. Em 1997, recém-formada em engenharia química, Alexandra vivenciava a sua primeira experiência profissional, trabalhando na obra da ponte Vasco da Gama, na Grande Lisboa. Em um dia qualquer de trabalho, apesar de anteriormente estar definido que ela iria para a ponte, o seu chefe a incumbiu outra função. “Por mais comum pudesse parecer, naquele 10 de abril ocorreu um terrível acidente. A estrutura metálica do tabuleiro central caiu e, com isso, oito pessoas que trabalham na obra morreram. Entre eles um colega muito próximo, de nacionalidade francesa, tornando a situação ainda mais chocante para mim. Enquanto o padre rezava a missa em homenagem aos mortos, eu somente pensava que eu poderia estar entre eles”, conta Alexandra.


A experiência traumática foi o despertar para uma nova profissão, um recomeço para Alexandra em busca de uma vida mais feliz e significativa. “Como a vida dá muitas voltas, eu não estava entre aquelas vítimas. Então pensei: Se não era para morrer, eu quero é viver. Foi assim que continuei no mundo a procura de algo que pudesse preencher o gosto de fazer pontes. Hoje, como coach, me sinto fazendo pontes simbólicas”, diz. Ainda sobre as relações humanas, Alexandra enfatiza: “Há muita falta de excelência humana nas relações. As pessoas vivem acuadas nos grandes centros urbanos, cada vez mais competitivos, com uma noção errada de que para terem sucesso, outros não podem ter”. Porém, para a coach, falta percebermos que na realidade estamos todos conectados. “É necessário que os povos se unam, que as comunidades possam interagir, interligando pessoas com vínculos fortes de confiança, para construirmos em conjunto.”


Com 18 anos de atuação como coach, Alexandra realça o seu contentamento com a profissão. “Amo o que faço, nem me sinto trabalhando. Ao meu ver, essa é a minha missão na vida. Trabalho com paixão, então cada vez que atendo um cliente e tenho a oportunidade de repassar o meu conhecimento, me sinto em verdadeiro estado de graça”, compartilha com alegria a profissional. Com uma carreira sólida atendendo também ao mundo corporativo, a coach explica como funciona o processo dentro das empresas. “O coach busca iluminar todo o potencial humano. Procurando alcançar o equilíbrio entre a razão e a emoção, aplicando em um contexto no qual as pessoas empregam a sua capacidade, valor e talento, naquilo que fazem”, relata.


Em busca de um constante equilíbrio de sentimentos, argumenta: “Estamos no mundo para sermos amados, o coaching vai além de atingir objetivos. Neste processo se compreende que a felicidade está no agora”. Sobre a nossa jornada na vida, Alexandra conclui: “A felicidade humana não é o destino, mas o percurso”.


Alexandra Lemos - Executive Coach, CEO Paremium Coaching e International Trainer da ICC - International Coaching Community em Portugal


premiumcoaching.pt

+351 934 489 281

+351 211 582 204

alexandra.lemos@premiumcoaching.pt

0 visualização

© 2017 REVISTA NOSSA CIDADE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Alameda Roentgen 7D - 1ª andar, Escritório 7 - Telheiras, Lisboa, Portugal

lisboa@revistanossacidade.pt / rnc.lisboa@gmail.com

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Preto Ícone YouTube