OS ENCANTOS DA CULINÁRIA DO NORTE

O Brasil tem se encantado cada vez mais com a culinária do Norte. Palavras como Tucupi, Jambu, Mujica, Tacacá, Caruru e outras estão se espalhando pelo país e aguçando a curiosidade pelos temperos e sabores. Para quem ainda não conseguiu experimentar uma das delícias da cozinha nortista pode encontrar fotos e vídeos que encantam os olhos e dão “água na boca” através das redes sociais. É assim que o Barracão do Poeta se apresenta. Suas redes sociais estão recheadas de imagens tentadoras de pratos típicos da região. No comando está Yasmine Benaion, administradora de empresas, fotógrafa, cozinheira e empreendedora. Yasmine tem o empreendedorismo no sangue. Seus pais a incentivaram desde bem jovem a abrir seu próprio negócio. Apesar de terem bons empregos, não queria que a filha trabalhasse para outros. Desde bem nova foi para a batalha. Moravam num sítio e fazia um pouco de tudo, inclusive trabalhar na feira da cidade. Nesta época aprendeu o valor dos produtos naturais, o que aplica ainda hoje em seus pratos.


O Barracão do Poeta começou com seu pai. Era um bar na década de 90. O nome veio da forma como é conhecido: Poeta. O bar ficou fechado algum tempo até sua mãe sugerir reabri-lo, mas agora servindo café da manhã. Yasmine já cuidava de um café na região de Tepequém. “Eu sempre trabalhei com comida. Com 18 anos eu tive meu primeiro restaurante”, relembra. Servia café da manhã e de almoço, galinha caipira, e apesar de já ter experiência no ramo, decidiu aprender mais para encarar o Barracão do Poeta. Então, voltou para Boa Vista e entrou de cabeça no novo projeto. Pensou na cozinha regional e para fazer o cardápio leu, experimentou e recriou diversos pratos típicos. Uma preocupação desde o início foi fidelizar fornecedores que oferecem produtos de qualidade e que atendem a exigente chef. Nem sempre é possível encontrar matérias- -primas. Algumas vem de fora do Estado e outras são encontradas somente em épocas específicas. Outro desafio é encontrar mão de obra capacitada e preparada para começar a trabalhar às seis horas da manhã todos os fins de semana. O caminho foi encontrar pessoas dispostas a aprender e crescer profissionalmente. Hoje, os cinco colaboradores estão afiados para um atendimento de excelência. Todos os anos, Yasmine acrescenta uma novidade no cardápio. As influências vêm de todos os locais do Brasil.


Conheceu as tapiocas coloridas durante um curso que fez no Rio de Janeiro. Sem utilizar corantes, trabalha com couve, beterraba, açaí, cenoura e castanhas. Tudo bem natural e que atende a todos os gostos. Para 2019, promete waffles, crepiocas, omeletes, o famoso pão com mortadela do Mercado Central de São Paulo, paçocas e itens opcionais para agradar os clientes. Tudo é feito na hora. “A gente faz isso no intuito de levar com qualidade o produto, feito especialmente para pessoa”, explica. Ela mesma cuida das compras. Muitos produtos vêm de fora de Roraima como por exemplo o Tucumã e a qualidade é conferida todo o tempo. Alguns pratos não podem ser incluídos no cardápio porque a matéria-prima não está sempre disponível, mas Yasmine se reinventa a cada dificuldade, criando algo novo, único e delicioso.

“Tento trazer produtos o mais natural possível. Me preocupo com pessoas que não podem com lactose. Não podem comer trigo. Então, muitas receitas eu evito usar o leite. Uso leite de coco”, diz. Num ambiente bem arborizado, o Barracão do Poeta quer proporcionar aos clientes momentos únicos com a família e amigos. “Para a pessoa sentir que está em outro lugar. Que ela não está na cidade”, explica. Abre nos fins de semana e a visita já vale pelo ambiente. Muitos aproveitam para ler um bom livro e ouvir uma boa música. No repertório estão sucessos da Bossa Nova e outros estilos que encantam os clientes. E em datas comemorativas é possível encontrar acústicos ao vivo para tornar o local o mais agradável possível. São dois ambientes. Um salão com ar condicionado e um espaço na área externa onde se pode aproveitar a natureza, além de oferecer estacionamento próprio.

Nas suas mesas encontramos livros de poesias, com mensagens motivacionais e cordéis. A influência nordestina também está na culinária e na decoração; veio com a mãe paraibana e Yasmine honra sua memória trazendo do Nordeste seus famosos pratos como o cuscuz. Yasmine não quer parar. Agora que o Barracão do Poeta tem cinco anos quer realizar mais um sonho: um café que funcione durante a semana também em Boa Vista. E não para por aí. Yasmine prefere morar no interior do que na cidade e seu desejo é retornar para o interior e juntar qualidade de vida com o prazer de cozinhar. O projeto de abrir uma pousada na região serrana de Tepequém já está em andamento. Quer servir almoço e café da manhã com produtos vindos direto do campo. Seu objetivo é servir o turista que busca o clima ameno e as lindas cachoeiras da região com comida boa e excelente atendimento. Se estiver em Boa Vista, não deixe de visitar o Barracão do Poeta e tenha uma experiência maravilhosa com seus amigos e família. E vamos aguardar com ansiedade o Barracão do Poeta na região de serras. Este será inesquecível.


“A gente faz isso no intuito de levar com qualidade o produto, feito especialmente para pessoa.”


R. José Francisco, 95 Jóquei Clube Boa Vista - RR (95) 98112-5819 @barracaodopoeta

32 visualizações

© 2017 REVISTA NOSSA CIDADE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Alameda Roentgen 7D - 1ª andar, Escritório 7 - Telheiras, Lisboa, Portugal

lisboa@revistanossacidade.pt / rnc.lisboa@gmail.com

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Preto Ícone YouTube