LONDRES PARA TODOS

É fácil identificar os motivos de Londres despertar tanto fascínio nos brasileiros.

Uma das cidades mais vibrantes do mundo, repleta de história, culturas, costumes e etnias, a cidade oferece atrativos para todas as tribos e idades.


Para se ter uma ideia, durante um ano acontecem cerca de 17 mil shows na capital inglesa. Além das mais de 800 galerias e quase 400 bibliotecas espalhadas por Londres. As atrações turísticas pela cidade são algumas das mais famosas do mundo. A London Eye, por exemplo, também conhecida como Millennium Wheel, é uma roda-gigante de observação, que possui 32 cabines representando os 32 distritos londrinos, e é um dos destinos mais fotografados e compartilhados por turistas.


Mas o principal cartão-postal de Londres parece mesmo ser o icônico Big Ben, no alto da torre do Palácio de Westminster. Uma curiosidade, ao contrário do que muita gente imagina, esse é o nome do sino e não da torre como um todo. A torre era conhecida como Torre do Relógio, porém, em 2012, foi rebatizada de Elizabeth Tower. Construída em estilo neogótico, tem 96 metros de altura, além do sino, que abriga um relógio de quatro faces em seu topo. Por sua vez, o Palácio de Westminster é a sede do parlamento inglês.


Os dados oficiais não oferecem um número exato de brasileiros vivendo no Reino Unido, já que existem muitos ilegais e não há um único método de contagem. Mas a estimativa é que o número ultrapasse 8 milhões de imigrantes provindos do Brasil vivendo na região.


Está pela cidade de passagem e se apaixonou pela região, cogita residir na Inglaterra ou mesmo gostaria de oficializar seu status no país? A Revista Nossa Cidade destacou algumas opções para quem tem planos de morar na “Terra da rainha”.



Empreender em Londres

Considerada um dos principais centros econômicos do mundo, Londres tem sido o destino de investimentos favorito de muitos empreendedores estrangeiros, incluindo, claro, os brasileiros.

Mesmo com as incertezas em relação ao Brexit, Londres é uma das economias mais fortes e estáveis

do mundo, com uma das moeda mais fortes do planeta, tendo em vista que a Libra vale ainda mais do que o Euro. Para completar, a localização privilegiada facilita o comércio exterior.


O governo inglês, aliás, tem buscado estimular a entrada de empreendedores e investidores

no país. Para tanto, estabeleceu um visto especial para essa categoria, o chamado Tier 1. Além de outros critérios para a concessão do visto, o interessado precisa realizar um investimento inicial de pelo menos £50 mil em fundos de investimentos, além se adequar aos critérios de conhecimento da língua inglesa.


Estudar em Londres

Conhecer uma nova cultura, aprimorar o inglês, dar um upgrade na carreira, não importa o motivo, estudar em Londres é sempre uma ótima escolha, com algumas das melhores escolas e universidades do mundo. O ensino, aliás, gera um alto faturamento para a Inglaterra, o que fazem os estudantes internacionais serem muito bem recebidos no país.


Os imigrantes brasileiros não precisam de visto prévio para estudar na Inglaterra por um

período de seis meses, porém, se o curso escolhido for um curso superior em uma universidade britânica, ou um período superior a seis meses, será necessário solicitar visto de estudante antes da viagem. O visto para estudante de longa duração é o Tier 4. Este tipo de visto possui subcategorias, como visto para intercâmbio, para estudos de graduação, além daqueles que procuram o país para a pós-graduação, pesquisa ou, ainda, para o high school, equivalente ao ensino médio no Brasil.


Trabalhar em Londres

A oportunidade de construir uma carreira internacional é o sonho de muitos brasileiros. A

Inglaterra possui grandes empresas nacionais e multinacionais. Para profissionais qualificados que desejam trabalhar no Reino Unido, existe o visto Tier 2. É um visto de trabalho para quem já tem uma oferta de emprego na região. Além de todos os documentos tradicionais, para obter o visto, o solicitante precisa de uma carta oficial de sua empregadora britânica, chamada Certificate of Sponsor (COS). Também terá que comprovar seu nível de inglês e sua disponibilidade de recursos para se manter no país.

7 visualizações

© 2017 REVISTA NOSSA CIDADE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Alameda Roentgen 7D - 1ª andar, Escritório 7 - Telheiras, Lisboa, Portugal

lisboa@revistanossacidade.pt / rnc.lisboa@gmail.com

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Preto Ícone YouTube