ENTRE TRAÇOS E CORES

Encontrar a felicidade e satisfação no trabalho é o caminho para ter uma vida com mais propósito. Trilhando pelo mundo das artes plásticas, Damiana Siqueira segue a passos largos por uma trajetória de sucesso e reconhecimento.

Natural de São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, a artista plástica mora em Cabo Frio há 13 anos. “Estava em busca de uma mudança de vida para mim e minha família. Desde criança frequentava a região, porque tenho parentes próximos vivendo aqui. Em busca da brisa do mar, a qual tanto me encantava na infância, resolvi me mudar para a cidade”, conta.


Autodidata, transformou a arte em profissão há pouco mais de três anos. “Eu sempre gostei de desenhar e pintar, sentia que tinha uma forte veia artística, porém, apenas recentemente comecei a me aventurar no campo das artes plásticas. Conheci os melhores materiais, aprendi novas técnicas e, acima de tudo, os meus trabalhos começaram a ter uma ótima aceitação. Isso me incentivou a me desenvolver cada vez mais”, compartilha sua história, Damiana.

“Logo de início usei como fonte de inspiração os trabalhos da artista digital Malika Favre, publicados na The New York Times Magazine. O que mais me chamava a atenção era o minimalismo presente nos seus quadros. Com isso vi a beleza presente na simplicidade de cada traço”, diz. Com o passar do tempo, Damiana aprofundou o seu conhecimento na história da arte e, logo se tornou uma entusiasta no estilo da Pop Art - movimento artístico que surgiu nos anos 50, com o objetivo de envolver e desconstruir imagens pertencentes à cultura de massa, também chamada de cultura pop.


Os quadros produzidos com muito bom gosto, revelam o interesse da artista por cores vibrantes, destacadas pelo fundo preto. Os rostos de pessoas, objetos e animais compostos por traços geométricos são a marca registrada da artista. “Para compor as minhas obras mantenho um olhar atento onde transito. Observo os ambientes, suas peculiaridades e a beleza de cada detalhe. Tudo o que me identifico torna-se fonte de inspiração”, relata a artista.

Além das exposições, Damiana integra o Conselho Municipal de Cultura da Prefeitura de Cabo Frio. “O trabalho não é remunerado. No entanto, o conselho tem um importante papel na tomada de decisões nas ações da Secretaria de Cultura. Observando a ausência de representatividade do segmento de artes plástica perante o Poder Público, resolvi enfrentar esse novo desafio e estou bastante animada com o que está por vir”, finaliza.

0 visualização

© 2017 REVISTA NOSSA CIDADE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Alameda Roentgen 7D - 1ª andar, Escritório 7 - Telheiras, Lisboa, Portugal

lisboa@revistanossacidade.pt / rnc.lisboa@gmail.com

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Preto Ícone YouTube