ENCONTRAR PONTO COMERCIAL EM PORTUGAL

Atualizado: 24 de Ago de 2019

Verificadas as etapas de planejamento em que se definiram o modelo do negócio, será, então, o momento de “ir para a rua” em busca de um ponto comercial. Independentemente do segmento de atuação, alguns itens devem ser observados na hora de escolher o espaço para abrir a empresa. Entre eles, o tamanho do lugar, os horários mais movimentados, os preços praticados na compra/locação do negócio, entre outros.


Para isso, é essencial se ter tudo muito bem definido em um pré-projeto. Um exemplo de informação que deve estar definida é a exatidão do espaço necessário para o empreendimento. Desta maneira, não se corre o perigo de perder tempo com algo muito pequeno ou um espaço muito maior do que o adequado. Outra questão importante é avaliar a viabilidade do negócio. Há que se ter em vista o valor realmente disponível para investir no local. www.businesspt.pt @ businessportugal +351 918 706 078


Além disso, é necessário observar o movimento a volta em horários diferenciados. Ou seja, ao especificar um local de preferência, deve-se visitar este em dias e horários diferentes, para se certificar que o público-alvo realmente circula pela região. Sempre atento ao fato de que há negócios que funcionam melhor em finais de semana e outros em dias úteis. Em Portugal, principalmente nos bairros, estar próximo de cafés, farmácias, mercados e serviços locais pode significar um excelente diferencial de mercado. “A dinâmica de um negócio de bairro está muito relacionada com a sinergia criada com o comércio a volta já existente. Já a dinâmica de um negócio central é voltado ao horário de trabalho das pessoas e/ou ao turismo.


Desta maneira, ter a sua volta os bancos, hotéis, metrô, são bons motivos para escolher o ponto comercial”, aconselha o consultor André Almeida da Business Portugal. Importante, também, é identificar os preços praticados na região. “Este pode ser um dos itens mais difíceis de se conseguir obter a informação, uma vez que não é fácil simplesmente bater à porta do vizinho e perguntar quanto ele paga de renda”, comenta André. Em qualquer hipótese, ter uma base em valores de metro quadrado com ao menos três opções semelhantes na zona, lhe possibilitará estabelecer argumentos na hora de fechar um negócio.


Aliás, sempre que possuir alguma folga financeira (do investimento inicial) terá a possibilidade de oferecer alguns meses em pagamento adiantado. “Dependendo do tipo de negócio, se há margens no orçamento para se oferecer seis, 12 ou até 18 meses de renda em adiantamentos, será possível alcançar valores até 40% abaixo do que o anunciado”, explica o especialista. Locais que necessitem de obras ou que tenham alguma situação documental a resolver, também trazem possibilidades variadas na negociação.


www.businesspt.pt

@businessportugal

+351 918 706 078

43 visualizações

© 2017 REVISTA NOSSA CIDADE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Alameda Roentgen 7D - 1ª andar, Escritório 7 - Telheiras, Lisboa, Portugal

lisboa@revistanossacidade.pt / rnc.lisboa@gmail.com

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Preto Ícone YouTube