DO CHOQUE CULTURAL AOS PRAZERES DAS DESCOBERTAS


Uma mudança para outro país exige não só planejamento financeiro e burocrático, mas, sobretudo, emocional. Ainda assim, apesar de nos entender preparados, é inevitável que sintamos um “choque” ao pisarmos no novo solo, seja ele motivado pela felicidade ou pela decepção. Sentimentos comuns a qualquer imigrante, a forma como lidar com o turbilhão de emoções e sensações típicos da chegada é que será determinante para o sucesso ou não na nova empreitada. “Considerando as experiências que vivi e aquelas que pude observar, a maneira mais saudável de lidar com esse mix de emoções é você sentir. Isso mesmo! Sentir tudo o que acontece e se permitir extravasar”, aconselha a master coach Lilian Alencar. “Veja, não digo para fazer loucuras, mas, sim, viver tudo o que deseja, sem tanto autojulgamento. O próprio tempo irá mostrar o momento certo de ajustar as velas.” Lilian ainda ressalta a importância da socialização nesse processo, se abrindo para novas amizades e experiências culturais. “A comunicação pode ser um dos principais obstáculos nesse período. Se você não fala a língua local, eu diria para inicialmente buscar alguém ou grupos próximos à sua cultura. Esse não é o caso dos brasileiros que chegam à Portugal, no entanto.” Nesse caso, como já são nativos da Língua Portuguesa, a profissional indica que procurem explorar o novo território ao seu tempo, porém, sempre jogando-se ao novo. Frustrações, claro, também podem fazer parte do caminho, mas elas são frutos de nossas expectativas, não significando que a mudança tenha efetivamente dado errado. “Se existe um objetivo a ser conquistado com essa mudança, mas o resultado não vem, muitas vezes é porque algo emocional está nos travando sem sequer percebermos. Por isso, é preciso ter calma! É hora de respirar, dar mais tempo para a organização das ideias e planos, sempre se atentando ao foco principal. E em caso de não alcançar os resultados, buscar ajuda de um coach para alinhar melhor as emoções, o foco e as motivações”, aconselha a master coach. O mais importante é respeitar o próprio tempo e nunca deixar de curtir o trajeto, afinal, nenhuma meta merece ser cumprida sem momentos de prazer. “Quem decidiu sair da caixa é porque busca algo novo, seja isso consciente ou não. E essa busca sempre é positiva, pode apostar! Pois é saindo da zona de conforto que crescemos e descobrimos mais de nós mesmos e de como o mundo lá fora funciona”, observa Lilian. “Dentro de uma caixa só se pode enxergar e andar entre quatro lados, enquanto que no mundo redondo, o alcance é muito maior e você até pode retornar ao ponto inicial, se assim desejar, porém, seu olhar nunca mais será o mesmo.” E lembre-se: a vida é um processo contínuo de adaptação, no qual podemos sempre contar com um apoio.


+351 915 126 787 www.lilianalencar.pt @lilianalencarcoach

3 visualizações

© 2017 REVISTA NOSSA CIDADE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Alameda Roentgen 7D - 1ª andar, Escritório 7 - Telheiras, Lisboa, Portugal

lisboa@revistanossacidade.pt / rnc.lisboa@gmail.com

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Preto Ícone YouTube