Boa Vista é a mais bela cidade - Á margem direita do Rio Branco, afluente do Rio Negro.


Nasceu no século 19 com o nome de Boa Vista do Rio Branco. Até 1943 pertenceu ao Estado do Amazonas. Naquele ano foi criado o Território Federal do Rio Branco e ela foi escolhida sua capital com o nome simplificado para Boa Vista. Seu traçado urbano é único no Brasil e mais belo da Amazônia. Foi traçada em forma de um leque aberto a partir do Rio Branco. A inspiração para isso veio de Paris e de Belo Horizonte. Esse traçado harmonioso tem como base (parte central do leque) a praça do Centro Cívico Joaquim Nabuco, onde se encontra uma imponente estátua de um garimpeiro. Sim, o garimpeiro. Foi ele que deu vida à cidade e ao estado quando juntamente com o vaqueiro se juntou à criação de gado, introduzida por Lobo D’Almada no século 18, e descobriu os garimpos de diamante nas serras que fazem parte da fronteira com a Venezuela. Boa Vista é plana pois está localizada nos campos gerais do Rio Branco aqui conhecidos como “lavrados”. Não está na floresta amazônica como muitos podem pensar, mas sim nessa área de savanas e nela não há desmatamentos, pois simplesmente não há florestas. Boa Vista, nasceu muito pequena com apenas cerca de 1.000 pessoas, mas hoje é uma cidade com mais de 320.000 habitantes. Em sua maioria são migrantes de todos os estados brasileiros que fazem desta cidade um mosaico de sonhos. Hoje tem uma estrutura universitária invejável com mais de 20.000 estudantes em nível superior. Boa Vista tem um clima agradável. Não faz frio, mas também não faz tanto calor como é comum no norte do Brasil. O destaque é que ela é a única capital do Brasil que está situada totalmente no hemisfério norte. Por ser a sede administrativa e financeira de

Roraima, a economia de Boa Vista gira em torno dos serviços públicos e da produção agropecuária. Como Roraima produz soja, pescado, milho e algodão em excesso, sua comercialização se dá a partir de Boa Vista dando à cidade um status econômico de bom tamanho. No que se refere ao seu calendário festivo cultural o destaque é sua festa junina, a maior da Amazônia e dentro dela realça a da produção da maior paçoca da região (carne seca pilada com farinha d’água e temperos). No último ano foi mais de uma tonelada de paçoca distribuída gratuitamente aos presentes na festa de São João pertencentes ou não às quadrilhas. Assim é simplesmente a Boa Vista do Rio Branco. Hospitaleira, segura, planejada, bem arborizada e florida. Recebeu agora a notícia de que está entre as 10 cidades mais seguras do Brasil.

“ Assim é simplesmente a Boa Vista do Rio Branco. Hospitaleira, segura, planejada, bem arborizada e florida. Recebeu agora a notícia de que está entre as 10 cidades mais seguras do Brasil."

Aimberê Freitas Doutor em Engenharia de Transporte - pela UFRJ

17 visualizações

© 2017 REVISTA NOSSA CIDADE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Alameda Roentgen 7D - 1ª andar, Escritório 7 - Telheiras, Lisboa, Portugal

lisboa@revistanossacidade.pt / rnc.lisboa@gmail.com

  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black
  • Preto Ícone YouTube